top of page
INICIO
CAIXITA.png
PIONEIROS LOGO2.png
O PROJETO
FAIZA CINZA.png

SOBRE

“Pioneiros: a História das Artes Visuais em Anápolis” tem o objetivo de resgatar as origens e influências das Artes Visuais na cidade de Anápolis através das histórias em quadrinhos. E dessa maneira desenvolver releituras sobre a vida e obra dos artistas pioneiros nas Artes Visuais em Anápolis: Antônio Sibasolly, Loures, Napefi, Zeneide Lucena, Isaac Alarcão e Oswaldo Verano.


Assim, por meses foi realizada uma pesquisa histórica e seu conteúdo aplicado em um curso de formação na linguagem das histórias em quadrinhos. Foram selecionados 10 artistas para participar do curso de formação, e no desenvolvimento das histórias em quadrinhos.

 

A revista foi publicada em formato impresso e digital, assim alcançando a comunidade em diferentes momentos com o objetivo de facilitar o acesso do público. Foram distribuídos 700 exemplares da revista “Pioneiros: a História das Artes Visuais em Anápolis”  para a Escola de Artes Oswaldo Verano, Biblioteca Municipal de Anápolis,  Galeria de Artes Antônio Sibasolly,  Museu de Artes Plásticas de Anápolis, Biblioteca Clarice Lispector (IFG), Biblioteca do Campus de Ciências Exatas e Tecnológicas (UEG);  Biblioteca do Câmpus de Ciências Socioconômicas e Humanas (UEG), Diretoria Municipal de Cultura de Anápolis, para a família dos artistas homenageados, para os participantes do projeto e comunidade em geral. Esse projeto foi contemplado através do Fundo Municipal de Cultura de Anápolis em 2019.
 

Esse projeto foi contemplado através do Fundo Municipal de Cultura de Anápolis em 2019.

ARTISTAS
FAIZA CINZA.png

ARTISTAS HOMENAGEADOS

 Para o projeto foram selecionados os artistas Antônio Sibasolly, Loures, Napefi, Zeneide Lucena, Isaac Alarcão e Oswaldo Verano.

    O historiador Rafael Faria foi responsável por realizar uma pesquisa histórica acerca da vida e obras desses artistas. Esses artistas são referências e pioneiros nas Artes Visuais em Anápolis.

 Cada um com suas especificidades foram responsáveis por desenvolver, fomentar e apoiar as Artes Visuais e influenciar gerações de artistas.

Prancheta 3.png
Prancheta 3.png
Prancheta 3.png
Prancheta 3.png
Prancheta 3.png
Prancheta 3.png
NAPEFI
FAIXA NAPEFI.png

NAPEFI

Sobre o artista

Nazareno Pereira Filho é artista plástico anapolino que ganhou destaque por suas pinturas de caráter modernista e cubista. Nascido em Anápolis no ano de 1959, em meados da década de 1970 conheceu o renomado professor de arte Oswaldo Verano, assim, em 1977, começou a estudar na escola de arte de Verano com o objetivo de aprender a esculturar, mas no decorrer dos estudos optou pela pintura. Nesse sentido, buscou a arte contemporânea para retratar as representações muito particulares de sua visão, que no geral, retrata o sentimento, a poesia e a estética do que é o ser humano. E, não menos importante, Nazareno já foi diretor da Escola de Artes Oswaldo Verano.

Obras

ISAAC ALARCAO
FAIXA ISAAC.png

ISAAC ALARCÃO

Sobre o artista

Isaac Alarcão é pintor de grande renome no cenário das artes plásticas regionalmente e nacionalmente. Nascido em Anápolis no ano de 1951, desde bem pequeno se interessava por arte. Em 1972 conheceu Oswaldo Verano, entre seus 21 ou 22 anos, e assim como Napefi, seu grande mentor foi ele. Em suas pinturas de paisagens, Alarcão costuma retratar o sertão goiano e elementos da vida caipira, destacando um jogo de cores que incorpora a natureza junto com a tradição sertaneja em um ambiente bastante harmônico. Outro elemento marcante nas obras de Alarcão é a incorporação da crítica social que representa a fome e a miséria existentes na sociedade brasileira e protestos contra situações políticas. E também, ele trabalha sobre questões da natureza humana, como o surrealismo. No Museu de Artes Plásticas de Anápolis (MAPA) há uma sala de exposição dedicada ao artista.

Obras

Âncora 2
ZENEIDE
FAIXA ZENEIDE.png

ZENEIDE LUCENA

Sobre a artista

Zeneide Lucena é artista plástica cearense nascida em 1935 no Município de Quixadá. Em detrimento de uma forte seca no sertão nordestino em 1958, a família de Zeneide veio para Goiás. Ao se instalar em Anápolis, Zeneide foi dona de um salão de beleza na rua 15 de Dezembro chamado “Colonial Cabelereiro”, que era frequentado pela elite da cidade. Entretanto, posteriormente, ao ter visitado Pirenópolis, voltou com o propósito de dedicar sua vida inteiramente à arte. O trabalho de Zeneide é caracterizado por um forte sentido crítico e provocativo em um cenário artístico marcado pelo conservadorismo e pelo tradicionalismo.

Obras

ANTONIO SIBASOLY
FAIXA SIBASOLLY.png

ANTÔNIO SIBASOLLY

Sobre o artista

Antônio Sibasolly nasceu no ano de 1952 em São João dos Patos, interior do Maranhão. Aos 11 anos veio para Goiás e visitou Anápolis, mas residia com sua família em Gurupí - GO. Vindo de uma origem bastante humilde, ele tinha como materiais cupins, árvores e facões.  Já em Anápolis, um de seus patrões notou que ele obtinha muito talento com as artes, e apresentou ele à Oswaldo Verano, que depois o adotou como um filho. Em suas obras expressava especialmente problemas de ordem social como a fome, a miséria e a vida do homem e da mulher do campo, incorporando suas lutas e seu sofrimento. Infelizmente, faleceu no auge de sua carreira em 1981. E em 1982 foi criada a Galeria de Artes Antônio Sibasolly, em sua homenagem.

Obras